Operários da construção civil de Fortaleza entrarão em greve na segunda-feira

Em assembleia na sede do sindicato, trabalhadores da construção civil de Fortaleza decidiram, por unanimidade, entrar em greve a partir de segunda-feira, 18. A decisão foi tomada por aproximadamente 1.400 trabalhadores. Antes dessa votação, os trabalhadores ouviram atentamente a intervenção de Atnágoras Lopes, da Executiva da CSP-Conlutas e membro da Comissão Nacional de Negociação sobre as relações de trabalho na construção civil e pesada.

Atnágoras relatou a situação nacional dos trabalhadores da construção civil e denunciou o papel do governo Dilma que vem garantido as empreiteiras grandes lucros e fazendo vistas grossas ao desrespeito das empresas aos trabalhadores. No final, o dirigente da CSP-Conlutas apresentou a , disse Gonzaga. Ele reafirmou que a militância do PSTU estará na próxima segunda junto com os operários, ajudando a construir a greve.

Há três semanas, o sindicato vem paralisando o trabalho por duas horas diárias nos canteiros. Aproximadamente mais de 8 mil operários participaram de passeatas nas ruas da cidade nesses dias.