O`Neill enfrenta pequeno protesto na chegada ao Rio

Secretário do Tesouro americano faz uma visita de pouco mais de dois dias ao Brasil

JACQUELINE FARID

RIO – O secretário do Tesouro americano, Paul O`Neill, desembarcou ontem às 17 horas na Base Aérea do Galeão, iniciando a visita de pouco mais de dois dias ao Brasil. Protegido por esquema de segurança similar ao de chefes de estado, o secretário cumpriu no Rio o primeiro compromisso de sua agenda no País, com um jantar de boas-vindas oferecido pelo presidente do Banco Central, Armínio Fraga, e pelo ministro da Fazenda, Pedro Malan.

O`Neill foi recebido no hotel onde se hospedou em Copacabana, na zona sul do Rio, por manifestantes que carregavam bandeiras vermelhas do PSTU e gritavam frases como “fora já, fora já daqui/ o FHC e o FMI“ e “fora Alca“. Apesar do reduzido número de manifestantes, que não passavam de dez pessoas, houve confusão com a segurança na porta do hotel, que queria que eles deixassem o local antes da saída de O`Neill para um jantar com autoridades. Alguns curiosos que estavam na frente do hotel perguntavam quem era a autoridade que chegava ao Rio e, ao serem informados de tratar-se do secretário, chegaram a perguntar indignados “aquele que falou mal do Brasil?“

O secretário embarca na manhã de hoje para Brasília, onde tem encontro marcado com o presidente Fernando Henrique Cardoso. A visita de O`Neill pretende apagar o constrangimento provocado pelas declarações que fez a uma TV americana no final de julho, insinuando que as ajudas financeiras para os países do Mercosul acabam indo parar em “contas bancárias na Suíça“.

O secretário evitou contatos com a imprensa e deverá conceder entrevistas apenas hoje, em São Paulo. Ele passará 24 horas na capital paulista, onde visitará projetos sociais, participará de café da manhã organizado pela Câmara Americana e terá dois encontros com jornalistas. De São Paulo, O`Neill seguirá para Montevidéu, onde ficará algumas horas antes de embarcar para Buenos Aires, onde uma série de protestos da população aguarda o secretário.

Publicado em O Estado de São Paulo, no dia 05/08/2002

http://www.estado.estadao.com.br/editorias/2002/08/05/eco020.html