Nova diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos toma posse nesta sexta-feira

A nova diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos (gestão 2009 – 2012) toma posse nesta sexta-feira, dia 22, após uma histórica vitória nas urnas, em eleição ocorrida nos dias 11 e 12 de março. A solenidade ocorrerá no sindicato, na rua Francisco Paes, 316, Centro, a partir das 18h.

O sindicato tem a maior base do Vale do Paraíba, com 40 mil trabalhadores e 21 mil associados. O presidente eleito, Vivaldo Moreira Araújo, é trabalhador da General Motors e foi eleito, juntamente com outros 40 companheiros, por 69,08% dos votos válidos. O atual presidente, Adilson dos Santos, o Índio, encerra uma gestão de três anos, mas permanece na diretoria executiva.

Hoje, o Sindicato dos Metalúrgicos – filiado à Conlutas – trava importantes lutas em defesa do emprego e contra a redução de direitos. Desde o início da crise econômica mundial, teve de enfrentar inúmeras tentativas de ataques patronais contra a classe trabalhadora. Em nenhum momento cedeu às investidas pela flexibilização de direitos.

A nova diretoria vai manter o Sindicato no caminho da luta contra as demissões, em defesa da estabilidade no emprego, pela redução da jornada sem redução salarial, em defesa dos salários e direitos, pela reestatização da Embraer, entre outras reivindicações a favor dos trabalhadores.

Em fevereiro, o Sindicato e a Conlutas iniciaram uma forte campanha pela reintegração dos trabalhadores demitidos da Embraer e pela reestatização da empresa. Esta campanha continua e já conseguiu a adesão de centrais sindicais de todo o país, como a CUT, CTB, CGTB, Nova Central Sindical dos Trabalhadores, além de movimentos sociais e partidos políticos de esquerda.

“Os trabalhadores escolheram uma diretoria para manter o Sindicato no caminho da resistência, em um momento em que a crise econômica exige muita mobilização contra os ataques patronais. Assim como a diretoria anterior, nós vamos continuar lutando para que os trabalhadores não paguem a conta dessa crise”, afirma Vivaldo Moreira Araújo.

  • Assista ao vídeo da vitória da Chapa 1