Nota do PSTU do Estado do Rio Grande do Sul

Diante dos graves acontecimentos ocorridos nesta manhã no município de São Gabriel, o PSTU vem a público responsabilizar o governo Yeda pelo assassinato do companheiro sem-terra. O governo Yeda é duplamente responsável, pois além de ser a chefe maior da Brigada Militar e portanto responsável pela sua ação, é um governo que não assentou nenhuma família e trata os movimentos sociais como criminosos.

Mas além da governadora Yeda, também somos obrigados a responsabilizar o governo Lula por não ter feito nem sequer os assentamentos que tinha se comprometido em fazer. Ao não realizar a reforma agrária o governo Lula deixa os sem-terra a mercê de jagunços do latifúndio e até mesmo de governos corruptos e criminosos como o da Yeda no Rio Grande do Sul.

Nos solidarizamos com os lutadores do MST que bravamente seguem lutando contra o latifúndio e pela reforma agrária. Em particular nos solidarizamos com os cerca de 300 homens, mulheres e crianças que estavam no acampamento dentro da Southall que com todo o direito se organizaram para resistir a ação de despejo emitida pela justiça que absolve os corruptos e poderosos mas é implacável com os que lutam por uma vida melhor.

Repudiamos a violência policial utilizada para proteger uma fazenda que já deveria ter sido desapropriada. Todo o aparato policial montado e que resultou no assassinato infelizmente não vemos no combate ao crime organizado e muito menos aos políticos corruptos.

Companheiro Elton, neste momento doloroso o que podemos lhe garantir é que sua luta não foi em vão. A melhor maneira que temos para homenagea-lo é seguir firme na luta pela reforma agrária e pela justiça social que só será conquista com a união dos explorados e o combate implacável aos poderosos.
Companheiro Elton presente.

  • Reforma agrária já! Desapropriação sem indenização!
  • Solidariedade aos que foram violentamente despejados da Fazenda Southall
  • Ocupar, resistir e produzir também é nosso lema