Nota do MTST sobre a ocupação em Hortolândia (SP)

Cerca de 300 famílias organizadas pelo MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) ocuparam na noite desta sexta-feira (12/8) um latifúndio urbano em Hortolândia, região metropolitana de Campinas, no interior de São Paulo.

A área, localizada no Jardim Minda, encontrava-se abandonada, servindo para crimes de toda ordem, enquanto milhares de famílias hortolandenses vivem sem moradia digna.

Hortolândia é uma das cidades que mais cresce no Brasil, sendo priorizada por indústrias de vários ramos por conta de seus subsídios em forma de isenção fiscal para os empresários. No entanto, esse crescimento não contempla os trabalhadores mais pobres do munícipio. Cerca de 20 mil famílias não tem casa em Hortolândia.

Reivindicamos o direito à moradia digna, previsto na Constituição. Nos organizamos para combater a especulação imobiliária que enriquece uns poucos e deixa sem-teto milhões de famílias brasileiras. Conclamamos todas as esferas do governo, para que essas famílias e outras que se juntarão a nós tenham acesso a moradia e não sejam tratados como criminosos. Lutar pela moradia não é crime!

Coordenação Estadual do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST)
www.mtst.org
http://twitter.com/mtst_

Confira as fotos da ocupação