Nota do Mandato da Vereadora Amanda Gurgel (PSTU) sobre desocupação da Prefeitura de Natal


Nesta quinta-feira (25), a Prefeitura de Natal foi desocupada pelos permissionários do transporte alternativo da cidade, que ocupavam o prédio desde a manhã de quarta-feira (24).

Mais uma vez, foi possível constatar que o poder do SETURN (o sindicato dos grandes empresários de ônibus em Natal) permanece inalterado. O prefeito Carlos Eduardo (PDT) é tão submisso a ele quanto os governos anteriores, e por isso não atendeu imediatamente às duas reivindicações importantes para toda a população natalense.

Os ocupantes reivindicavam a redução da tarifa do transporte público para R$ 2,00 e a unificação do bilhete eletrônico. Assim, o mesmo cartão, com um único chip, poderia ser utilizado em ônibus e alternativos. O máximo que Carlos Eduardo foi capaz de conceder foi a formação de uma “comissão de alto nível”, com a participação do governo, da OAB, do Centro de Direitos Humanos, e dos vereadores da comissão de transporte da Câmara Municipal.

O objetivo da comissão é agilizar a implementação do bilhete único, a partir da análise de sua viabilidade técnica, podendo ser instituído através de um Projeto de Lei independente e anterior à licitação do transporte.

Na prática, o monopólio do transporte público continua nas mãos do SETURN. A tarefa agora é manter a vigilância e exigir que a comissão formada apresente, ainda em agosto, o(s) projeto(s) de lei(s) que garanta(m) o atendimento às duas reivindicações que beneficiam, principalmente, a população.

Para isso, é necessário continuar na luta, e entender que somente com a pressão dos trabalhadores e da juventude organizados, e nas ruas, será possível conquistar vitórias.

Nossas saudações a todos que lutaram!

LEIA MAIS
Trabalhadores do transporte alternativo ocupam prefeitura de Natal