Músico Vital Farias é preso em campanha da Frente de Esquerda

Compositor fazia sua campanha ao Senado e foi preso de forma arbitrária pela Polícia Militar da ParaíbaO cantor e compositor Vital Farias, candidato a Senador pela Frente de Esquerda na Paraíba (PSOL/PSTU), foi preso no início da noite desta terça-feira, 19/09, de forma truculenta e arbitrária pela Polícia Militar do Estado.

Na ocasião, Vital estava em frente ao Lyceu Paraibano, principal colégio da rede estadual de ensino, realizando uma panfletagem de sua candidatura junto com seu carro de som (que ele equipou para ajudar na campanha da Frente) quando foi surpreendido com voz de prisão, por um grupo de PM´s que, de forma grosseira, decretou a prisão do companheiro e apreensão do seu carro.

Quando a PM começou a efetuar a prisão de Vital, vários estudantes investiram contra os policiais, defendendo Vital e denunciando tudo aquilo como armação do grupo ligado ao atual governador, Cássio Cunha Lima (PSDB). Os estudantes afirmaram que, praticamente, todos os dias, há carros de som em alto volume em frente ao Lyceu, sem que nada aconteça com eles. Tudo porque estes carros de som fazem o trabalho do PMDB e PSDB.

A campanha para o Senado na Paraíba é um caso de polícia. Os dois “principais” candidatos são Ney “Sanguessuga” Suassuna (PMDB), apoiado por PT/PCdoB, e Cícero KUcena, preso na Operação Confraria feita pela PF no ano passado, acusado de desvio de dinheiro público e, licitações fantasmas quando prefeito de João Pessoa. Cícero chegou, inclusive, a ser algemado e preso na Superintendência da Polícia Federal no estado.

LEIA TAMBÉM

  • Na Paraíba, candidato coloca cantoria a serviço das lutas