Movimento “Cansei”: o povo é que está “cansado” de tanta hipocrisia

Muita gente anda se dizendo “cansada”. Primeiro, um grupo de empresários, socialites, gente da “alta roda” e outros tipos de desocupados sediados em São Paulo, resolveu lançar um “movimento cívico”, logo batizado de “Cansei”. Liderados pelo empresário emergente João Dória Jr., ligado ao PSDB, o movimento recebeu a adesão do OAB/SP, sob gestão do reacionário Luiz Flávio D´Urso.

Oficialmente intitulado “Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros”, o Cansei se tornou logo piada nacional. Pegando carona na insatisfação crescente contra o governo, o movimento criado pela elite paulistana quer expressar uma “indignação coletiva” nas palavras do próprio João Dória. As entidades que compõem o tal movimento dão idéia do caráter da iniciativa. Além da OAB, também estão “cansados” os Jovens Empreendedores da Fiesp e a ultra-reacionária Associação Comercial de São Paulo e a Frebaban.

Recentemente, o movimento teve a adesão de celebridades, como da princesa grega Athina Onassis, herdeira do bilionário Aristóteles Onassis e da apresentadora de televisão Hebe Camargo, que vai veicular vídeos da campanha em seus programas. No entanto, a elite nunca esteve tão feliz quanto no governo Lula. “Nunca na história deste país”, como gosta de dizer o presidente, os lucros dos bancos, por exemplo, foram tão grandes.

O movimento, portanto, não tem qualquer caráter “golpista” ou algo do gênero, apesar de ser levado por um setor da burguesia paulista. No entanto, o governo e o PT, assim como a CUT, viram logo a oportunidade de taxar a iniciativa de “golpista” para vincular a ela as vaias que Lula ouve do povo a qualquer lugar que vá, como no Nordeste, bem longe dos “cansados” burgueses.

A fim de fazer esse contraponto, o presidente da CUT, Arthur Henrique, lançou o movimento “Cansamos”. A central, assim como a alta burguesia paulistana, deve estar cansada de tantos privilégios do governo. Denúncia recente revela que uma ONG ligada à CUT recebeu R$ 8 milhões do Ministério da Educação para dar aulas que nunca foram dadas. Inúmeros outros convênios com o governo despejam dinheiro público para os cofres da central. Tanto dinheiro realmente cansa.

Enquanto a elite engomadinha tem seus chiliques e a burocracia da CUT se cansa de tanta bondade, no andar de baixo o povo é que realmente está cansado. Como afirmou Lula, durante discurso fechado de lançamento do PAC em Cuiabá, “a parte pobre é que deveria estar mais zangada”. Segundo o próprio presidente reconhece, em seu governo os ricos é que foram beneficiados.

Mas a parte pobre está se zangando. Após as vaias na abertura do Pan no Rio e os protestos no Nordeste, Lula cancelou viagens a 12 estados. Os poucos eventos que o presidente tem participado são fechados ao público.

Metalúrgicos da Philips estão cansados
Um dos casos mais emblemáticos do movimento “Cansei” é a participação do presidente da Philips, Paulo Zottolo, como líder. Convertido repentinamente em defensor dos direitos cívicos, Zottolo nada fala sobre os cerca de 1.200 metalúrgicos despedidos durante o fechamento da fábrica LG Philips em São José dos Campos (SP), sem o pagamento de seus direitos. Os metalúrgicos chegaram a ocupar a empresa estão lutando por seus direitos, enquanto governo nada faz com relação ao tema.

Daqui a pouco, os trabalhadores vão dar um motivo de verdade para a CUT, o governo e a burguesia ficarem realmente cansados.