Mobilização de estudantes da UFRJ derruba interventor no Direito

Cerca de 300 estudantes da Faculdade de Direito da UFRJ, em ato convocado pelo DCE-UFRJ e pelo CACO, ocuparam no dia 24 de março o gabinete do interventor do curso, Armênio Albino da Cruz, exigindo seu afastamento imediato por parte da Reitoria, que vinha fechando os olhos para os problemas da Faculdade. No dia 25, paralelamente à ocupação, mais de 200 alunos realizaram um ato no conselho universitário, obrigando o conselho e a Reitoria a atender às suas reivindicações. Em plenária após o ato ficou decidido que a ocupação só terminaria quando de fato as promessas fossem cumpridas. Finalmente, na noite do dia 26, o Reitor Aloísio Teixeira compareceu ao gabinete ocupado trazendo a notícia de que Armênio estava afastado, sendo nomeada uma Comissão Gestora para a Faculdade e atendidas as demais reivindicações pautadas pelos estudantes.

Com a vitória estrondosa do movimento a ocupação foi encerrada. Conscientes de que sua luta por um ensino público, gratuito e de qualidade é muito maior que o “Fora Armênio“, os estudantes instituíram um Comando de Mobilização para fiscalizar os trabalhos da Comissão Gestora até as eleições para diretor e também para construir a resistência contra a Reforma Universitária de Lula e do FMI.