Marcha exige retirada das Reformas Sindical e Trabalhista

Manifestante protesta com `maço de notas`
Lindomar Cruz / Ag. Brasil

Diante do Ministério do Trabalho, manifestantes denunciam planos neoliberaisA caminho do Congresso, os manifestantes da Marcha da Conlutas pararam diante do Ministério do Trabalho para realizar um protesto. Chamando palavras de ordem contra as reformas neoliberais – que estão sendo aprovadas, agora se sabe, à custa de muita corrupção e dinheiro sujo -, trabalhadores e jovens de todo o país exigiram a retirada dos projetos de Reforma Sindical e Trabalhista, que visam atacar direitos básicos dos trabalhadores.

“Lula organizava o mensalão e a entrega do país”
Falando em nome da Fenasp, (Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social) e representando uma categoria que continua em greve contra os planos de arrocho do governo, Hélio de Jesus expressou o sentimento de muita gente país afora: “Esta Marcha tem que fazer ecoar por todos os cantos que Lula não só sabia mas também era organizador do mensalão e da entrega do país através dos planos neoliberais”.