Maradona chama Bush de assassino e diz que irá a marcha em Mar Del Plata

O jogador argentino Diego Armando Maradona anunciou na quinta, 27 de outubro, que estará encabeçando a marcha de repúdio a George W. Bush, no dia 4 de novembro, na cidade argentina de Mar del Plata, sede da Cúpula das Américas.

Maradona fez o anúncio em um programa da televisão cubana. Ele criticou Bush e lembrou os efeitos da aplicação dos planos imperialistas no país: “Na Argentina, há muita gente contrária a Bush. Eu sou o primeiro a estar contra que ele venha a meu país. Nos trouxe muito prejuízo. Creio que, em meu humilde ponto de vista, ele é um assassino”.

O jogador disse que vai à marcha com sua filha e convocou os argentinos a comparecerem em grande número contra Bush. “Eles nos pisam e acreditam que temos de estar a seus pés. Quem Bush pensa que é? Nós, argentinos, temos muitos defeitos mas temos dignidade e não nos entregamos”, completou.

* com informações de www.marchacontrabush.com

  • Bush será recebido com protestos no Brasil e na Argentina