Lula governa para os patrões, para a direita

Tentando responder ao crescimento da candidatura de Heloísa Helena, Altamiro Borges, dirigente do PC do B, escreveu um artigo no qual se lê: “Heloísa faz o jogo da direita ao possibilitar a realização do segundo turno da eleição presidencial”. Quem realmente faz o jogo da direita?

“Ele discursou para eles, mas trabalhou para nós”. Esta é uma conhecida frase de um banqueiro, dita na metade do mandato de Lula. Depois de quatro anos governando para banqueiros, empresários e latifundiários, o petista terá novamente em sua campanha o apoio destes senhores. E não é para menos.

Nunca, em toda a história, os banqueiros lucraram tanto como nos últimos anos. Só no primeiro trimestre deste ano, ganharam R$ 10,221 bilhões (61,5% a mais que no mesmo período de 2005). Isso é conseqüência do aprofundamento do plano econômico neoliberal, inaugurado pelos tucanos e que garante aos especuladores a maior taxa de juros do planeta.

Só em 2006, o governo vai entregar aos banqueiros R$ 270 bilhões em pagamento de juros das dívidas, 50 vezes o que gastou com os pobres por meio de programas como o Bolsa Família. Para piorar, Lula nomeou e mantém a todo custo o banqueiro Henrique Meirelles – ex-presidente do BankBoston – no Banco Central.

Como retribuição, o PT foi o partido que mais recebeu financiamento dos bancos na campanha eleitoral de 2004 (R$ 7,9 bilhões), mais que o próprio PSDB (R$ 4,3 bilhões).

Lula também contou e mantém até hoje ministros empresários ligados ao agronegócio e ao setor de exportação. Entre eles, o ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, da Sadia, e o ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, representante das empresas agropecuárias de exportação. Paulo Skaf, atual presidente da Fiesp, apóia Lula desde as eleições de 2002.

Faz o jogo da direita, portanto, quem defende seus interesses e divide com ela as confortáveis cadeiras nos edifícios da Esplanada dos Ministérios.

O ‘papa’ da direita
O governo do PT-PCdoB conta com o apoio do maior representante da direita de todo o planeta. O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, não se cansa de elogiar Lula. Enviou seus representantes ao Brasil, no meio da crise do mensalão, para apoiá-lo e convencer a oposição burguesa a não se aventurar em uma proposta de impeachment.

Em seu artigo, Altamiro afirma que Heloísa só cresceu graças ao “generoso” espaço concedido pelos telejornais da Rede Globo, quando Lula tem muito mais exposição na mídia. Todos sabem que a Globo acaba de ser beneficiada pelo governo com o acordo da TV digital. Não por acaso, a emissora teve nestes anos uma postura de apoio ao presidente.

Agora, a Frente de Esquerda vai ter no horário eleitoral um tempo seis vezes menor do que o de Lula. Ainda assim, PT e PCdoB estão muito incomodados.

Post author
Publication Date