Líbia a sangue e fogo

Todo apoio aos trabalhadores e ao povo da Líbia

Em 22 de fevereiro, Muamar Kadafi falou na televisão estatal. Kadafi denunciou “jovens de 16 e 17 anos drogados (…) que assaltam estações”. Assegurou que os rebeldes e os líderes tribais e burgueses da região oriental que os incentivam são a ponta de lança de uma tentativa dos Estados Unidos de voltar a dominar o país como fazia antes de ele chagar ao poder em 1969. Chamou “ao povo (…) que ama Kadafi (…) a sair às ruas” para enfrentar os rebeldes e defender a independência do país e seu líder. É, de fato, um chamado à guerra civil contra os insurretos.

Para começar, Kadafi foi quem permitiu o regresso das petroleiras e demais multinacionais ao país e há tempos