Liberdade aos presos políticos do governo Lula

Julio César Ferraz ,do Movimento dos Sem Teto de Luta, e Ismael de Oliveira, do Movimento dos Sem Terra do Amazonas, estão presos há mais de 120 dias. Com eles estão presas mais quatro lideranças do movimento popular.

Eles são militantes do Partido dos Trabalhadores (PT), do Partido Democrático Trabalhista (PDT) e do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Todos eles foram abandonados por seus partidos.

Acusados de formação de quadrilha, dano ao patrimônio público, estelionato e crime ambiental, eles, na verdade, são lideranças de movimentos sociais que ocuparam terras da SUFRAMA: – agência do governo federal encarregada de negócios e investimentos na Amazônia.

Júlio foi ameaçado de morte pelo Secretario de Terras da Amazônia, George Tasso, foi espancado dentro do Presídio de Segurança Máxima Puraquequara e quase perdeu o rim.

O governo Lula tenta justificar outras prisões de lideranças, alegando ser culpa do Judiciário. Esta desculpa não cola. Estes dirigentes ocuparam um terreno do governo federal, foram presos pela Polícia Federal e o processo corre no Tribunal Federal. Foi o governo Lula quem os colocou na cadeia. É fundamental uma campanha nacional e internacional pela libertação destes companheiros que se encontram em péssimas condições carcerárias.

Envie mensagens para:

Ministro da Justiça
Marcio Thomas Bastos
Ministério da Justiça
Fax: (61) 224-4784
e-mail: [email protected]

Post author
Publication Date