Itabira: Convocação do dia 8 tem outdoor e anúncio em rádio

Mesmo com o período de “festas”, avança a organização do dia de paralisação contra as demissõesApesar dos feriados de Natal e ano novo, geralmente emendados, e do grande número de trabalhadores em férias, a organização da paralisação do dia 8 de janeiro tem avançado. “Aproveitaremos este final de ano para massificar a convocatória do dia 8”, disse o presidente do sindicato Metabase de Itabira, Paulo Soares.

Já foram confeccionados milhares de panfletos, cartazes “lambe-lambe” e adesivos. A organização do ato recorreu até a outdoors para conseguir atingir toda a cidade. E, além dos materiais impressos, a paralisação está sendo chamada através de inserções em rádios e com um carro de som, que circula pelos bairros. Também continuam sendo realizadas reuniões com lideranças da cidade.

As entidades que compõem a Frente em Defesa do Emprego e dos Municípios Mineradores também preparam a infra-estrutura para acolher as caravanas que virão da capital e do interior do estado e de todo o país. Aguardam, a partir do dia 7 de janeiro, a chegada das caravanas.

Vigília cívica e ecumênica dá um passo importante para paralisação
A vigília liderada pela Frente em Defesa do Emprego e dos Municípios mineradores, realizada na noite de segunda-feira, dia 22 de dezembro, promoveu um momento de reflexão sobre a crise econômica mundial e seus efeitos na cidade de Itabira. O encontro aconteceu na Fundação Cultural Carlos Drumond de Andrade, com a presença de mais de 300 pessoas, entre lideranças sindicais, populares, religiosas, entidades civis, da Prefeitura Municipal de Itabira e parlamentares.

Apresentações artísticas e mensagens de conforto aos demitidos pela Vale e prestadoras de serviço, fizeram parte das orações e das falas. Os principais oradores foram o Sindicato Metabase, o prefeito, o pastor e o bispo da Diocese, que colocaram como objetivo central da Vigília a convocatória da paralisação do dia 8 de janeiro de 2009.