ILAESE lança boletim de conjuntura econômica destinado aos movimentos sindical e social

O Instituto Latino-americano de Estudo Socioeconômicos (Ilaese) recentemente lançou o Contra-corrente, um boletim de análise da conjuntura econômica com a “visão e linguagem do sindicalismo classista e dos movimentos sociais”, como afirma o próprio material.

O primeiro número, lançado em junho, tratou das causas da inflação no Brasil.
Desde então, tem se referido aos temas mais importantes da conjuntura dos últimos meses. Ainda em junho, abordou o Novo Código Florestal e o desenvolvimento do agronegócio no país; para as campanhas salariais do segundo semestre, o boletim trouxe um estudo sobre o aumento da produtividade do trabalho.

Os últimos números trataram da crise econômica internacional e, atualmente, está sendo apresentado um especial sobre a Copa do Mundo que será realizada no Brasil em 2014.

Os próximos já estão planejados e tratarão sobre o sistema financeiro, o novo Plano Nacional de Educação e Saúde e Segurança do Trabalho. O boletim é lançado todo dia 1º e 15 de cada mês e está disponível para toda entidade que tem assinatura do material ou convênio com a entidade.

UM INSTITUTO A SERVIÇO DA CLASSE TRABALHADORA
Além da publicação do Contra-corrente, o ILAESE é especializado em formação sindical, estudos setoriais e assessoria sindical. Desde a sua criação, em 2002, está a serviço da construção de uma alternativa classista para o movimento sindical brasileiro.

No quesito da formação, o ILAESE conta com mais de 20 cursos disponíveis, que abordam desde temas de formação teórica geral (como Classes Sociais e Estado, Introdução à Teoria Econômica Marxista, Alienação e Socialismo, curso sobre Opressões etc) à formação para ativistas sindicais (História do Movimento Sindical, Administração Sindical, CIPA, Saúde e Segurança do Trabalho, Direito do trabalho, Comunicação Sindical etc.). Os cursos são aplicados no Brasil inteiro. Em 2010 foram realizadas atividades de formação em 18 Estados.

O Instituto também organiza um seminário de Concepção, Prática e Estratégia Sindical que tem como objetivo aprofundar o conhecimento sobre uma determinada categoria e contribuir na atuação do seu sindicato.

Os estudos setoriais, por sua vez, são análises aprofundadas da situação de um determinado setor econômico ou categoria e eles servem para subsidiar importantes lutas e campanhas realizadas pelos sindicatos. Os estudos têm contribuído com várias campanhas salariais, fornecendo um conhecimento mais preciso no nível de produtividade e lucratividade de um setor, dos gastos em educação de uma determinada prefeitura ou na luta contra a privatização dos Correios, além de vários outros temas.