Homenagem de Leopold Trepper aos combatentes trotskistas

O polonês Lejb Damb, conhecido como Leopold Trepper, foi o construtor e chefe da “Orquestra Vermelha”, a eficiente rede de espionagem que, durante a Segunda Guerra Mundial, sob o comando do Exército Vermelho, atuou na Alemanha nazista e nos países ocupados. O almirante Canaris, chefe dos serviços secretos da Alemanha, disse uma vez a respeito de Trepper: “Sua atuação custou mais de 300 mil mortos à Alemanha (…) Ganhou praticamente sozinho a guerra”.

Trepper conseguiu infiltrar um de seus agentes taquígrafos no alto comando nazista. Assim ficou sabendo muito antes que as tropas de Hitler invadiriam a URSS. Trepper avisou o comando do Exército Vermelho de todos os detalhes da invasão. Stalin, em vez de confiar na informação de seu agente, confiou nos seus acordos com Hitler. Dessa forma, os nazistas atacaram de “surpresa” a URSS e estiveram muito próximos de destruir o primeiro Estado operário.

Por sua atividade, todos os integrantes da Orquestra Vermelha foram presos e fuzilados pelos nazistas. Trepper conseguiu fugir e, quando chegou a Moscou, exigiu de seus chefes que explicassem por que não haviam levado em consideração suas informações. Essa exigência lhe custou caro. Foi mandado para a prisão, onde permaneceu por dez anos. Nas diferentes prisões pelas quais passou, ele teve a oportunidade de conviver com muitos trotskistas e a eles dedicou as seguintes palavras:

“A revolução havia degenerado num sistema de terror e de horror; os ideais do socialismo estavam ridicularizados por um dogma fossilizado que os verdugos tinham a desfaçatez de chamar de marxismo. Todos os que não se sublevaram contra a máquina stalinista são responsáveis por isso, coletivamente responsáveis. Não faço exceções e não escapo deste veredicto.

Mas, quem protestou? Quem elevou sua voz contra o ultraje? Os trotskistas puderam reivindicar essa honra (…) Nos tempos dos grandes expurgos, só podiam clamar sua rebelião nos vastos desertos gelados para onde haviam sido enviados para serem exterminados. Nos campos sua conduta foi admirável, mas suas vozes se perderam na tundra.

Hoje os trotskistas têm o direito de acusar os que então uivavam com os lobos. Que não esqueçam, porém, que possuíam sobre nós a imensa vantagem de dispor de um sistema político coerente, suscetível para derrubar o stalinismo, e ao qual podiam agarrar-se no meio da profunda miséria da revolução traída.”*

*A história de Trepper (1904-1982) e de sua rede de espionagem foi amplamente contada em dois livros, A Orquestra Vermelha, de Gilles Perrault, e O grande jogo, do próprio Trepper, do qual foi extraída a presente citação.

Post author
Publication Date