Dia 16 vai ser dia nacional de luta

A Coordenação Nacional da CSP-Conlutas se reuniu nos dias 3 e 5 de junho em São Paulo e aprovou o próximo dia 16 como um dia nacional de luta. Os trabalhadores em educação poderão realizar atividades ao longo desse dia que expresse a mobilização do setor. Vale desde greve, assembleia, ocupações ou mesmo aulas públicas.

Realizar um expressivo dia 16 vai animar bastante as inúmeras lutas que ocorrem todo o país, seja na educação ou em diversas outras categorias.

A reunião da coordenação aprovou ainda a rejeição do Plano Nacional de Educação (PNE) apresentado pelo governo. A central deliberou a rejeição do plano “que materializa políticas privatistas e meritocráticas na educação”. A CSP-Conlutas aprovou ainda a elaboração de uma proposta alternativa, que represente os interesses dos trabalhadores, inclusive dando conta da educação no campo.

A CSP Conlutas aprovou também a participação no “Plebiscito pelos 10% PIB para Educação já, rumos aos 15%”, com data indicativa para o dia 7 de setembro.

Post author
Publication Date