Décimo Congresso dos Metalúrgicos começa nesta sexta em São José dos Campos

Evento colocará em debate a organização dos trabalhadores dentro das fábricasComeça nesta sexta-feira, dia 16, às 19h, o 10º Congresso dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região. O evento vai definir as lutas e políticas a serem encaminhadas pelo Sindicato nos próximos anos. Na pauta, está o fortalecimento da categoria por meio da organização dos trabalhadores dentro das fábricas. Também estará em discussão, entre outros temas, a unificação da Conlutas e da Intersindical, que deve ser concluída em junho.

A abertura será na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São José dos Campos. No sábado e domingo, o evento será no auditório da Colônia de Férias da entidade, em Caraguatatuba. O Congresso é uma das mais importantes instâncias de decisão do Sindicato. Todas as resoluções tomadas durante o evento têm de ser submetidas aos delegados sindicais, eleitos previamente pelos próprios trabalhadores, em assembleias.

Nesta edição, o objetivo do Congresso será discutir estratégias para aumentar o número de ativistas dentro das fábricas, como cipeiros, comissões de fábricas, delegados sindicais, comissões de PLR e de lesionados. A organização no local de trabalho é a principal forma de garantir a unidade e resistência dos trabalhadores contra políticas de exploração e em defesa do emprego, salário e direitos.

O Sindicato dos Metalúrgicos abrange uma base de 40 mil trabalhadores, nas cidades de São José dos Campos, Caçapava, Jacareí, Igaratá e Santa Branca.

Conlutas e Intersindical
A discussão sobre a unificação da Conlutas com a Intersindical e outras entidades sindicais e populares está na pauta do 10º Congresso.

Trata-se da consolidação de uma nova organização nacional, maior e mais forte, para lutar contra os ataques dos governos e dos patrões, em defesa da classe trabalhadora brasileira.

A unificação já vem sendo debatida pelas organizações envolvidas e será concluída no 2º Congresso da Conlutas e no Congresso Nacional da Classe Trabalhadora (Conclat), marcados para acontecer de 3 a 6 de junho, em Santos.

No 10º Congresso, vamos discutir como o Sindicato dos Metalúrgicos – um dos principais articuladores da unificação – vai atuar nesse processo.

A Conlutas, fundada oficialmente em 2006, firmou-se como um contraponto à CUT e como o principal pólo de aglutinação das forças da esquerda socialista no país. Tem estado à frente de uma ampla unidade de ação contra a política econômica do governo Lula e das principais lutas em defesa dos trabalhadores.

Hoje, a entidade agrega sindicatos e movimentos sociais dos sem-teto, sem-terra, estudantes, movimento de mulheres, contra o racismo e a homofobia, e setores não-organizados, como os desempregados e trabalhadores informais.