Cresce adesão ao Encontro Nacional

O Encontro Nacional contra a Reforma Universitária de Lula e o FMI, que ocorrerá nos dias 29 e 30 de maio, já tem local definido: o prédio da Reitoria da UFRJ, na Ilha do Fundão.

“O grande desafio desse encontro será organizar uma luta nacional para derrotar esta reforma que privatiza as universidades, desafio que a UNE abandonou porque apóia este governo traidor”, diz Thiago Hastenreiter, coordenador do DCE da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e organizador do Encontro, acrescentando que a vitória só será possível através da unidade de estudantes, professores e funcionários, “que neste momento se concretiza na construção de uma greve unificada”, afirma.

É com este espírito que mais de 700 estudantes e 50 entidades já confirmaram presença no encontro, cujo apoio do Sindicato Nacional dos Professores, o ANDES-SN, demonstra que se amplia o apoio ao movimento.

Segundo Roberto Santo, do DCE da UFPA (Universidade Federal do Pará), agora é hora realizar plenárias de organização e garantir os ônibus para o Rio. “Aqui no Pará já temos dois ônibus garantidos e vamos atrás do terceiro”, comenta.

Informações pelo e-mail: [email protected]

  • Estudantes da Fatec-SP são agredidos pela PM

    Os estudantes das Faculdades de Tecnologia São Paulo realizavam um protesto no dia 10, quando foram reprimidos pela Polícia Militar, que disparou balas de borracha, lançou bombas de gás lacrimogêneo e agrediu alunos e professores. De acordo com os estudantes, cerca de 500 pessoas participaram do ato, das quais mais de 20 ficaram feridas.

    Post author Júlia Eberhardt, diretora da UNE pela Oposição
    Publication Date