Continua a luta pela punição dos assassinos

Os advogados do Instituto José Luis e Rosa Sundermann tiveram uma entrevista com o delegado que atualmente acompanha o inquérito do crime, na Equipe Especial da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) na cidade de São Paulo. O inquérito foi transferido para a capital, pois a polícia de São Carlos, depois de muita pressão, assumiu que não tinha condições de chegar a conclusão do caso.

Infelizmente a polícia ainda não apresentou nenhum suspeito, e resiste a seguir a linha de investigação adotada pelo Instituto, de buscar os criminosos entre os donos da Usina Ipiranga e seus comparsas. Não entende que a hipótese mais provável seja de crime político.

Mesmo assim os advogados insistiram e apresentaram os indícios que envolvem a família Titoto, dona da Usina, em mais crimes na região de Ribeirão Preto, desde roubo de carros, estelionato e homicídios, demonstrando a índole criminosa desta família de latifundiários.
Post author Asdrúbal Barbosa,
de São Paulo (SP)
Publication Date