Conlutas vai à Nova York e ao Canadá para protestar contra a mineradora Vale

Trabalhadores da Vale realizam protestos contra corte de benefíciosNa próxima quarta-feira (21), o dirigente da Conlutas, Dirceu Travesso, participará de um protesto na Bolsa de Valores de Nova York (EUA) organizado pelos mineiros da Vale Inco Canadá. Em greve há quatro meses, os mineiros pretendem denunciar a política de corte de benefícios promovida pela empresa no Canadá e em todo o mundo. A princípio, o protesto aconteceria no dia em que é comemorado o “Dia da Vale” na bolsa de Nova York. Mas, diante da manifestação, a Vale cancelou a comemoração, assim como cancelou também a da bolsa de Londres que aconteceria na semana seguinte.

Nos dias 22, 23 e 24 de outubro, Travesso participa de atividades em Voisey´s Bay (Canadá), local de um dos três sindicatos de base da mineradora naquele país. Além da Conlutas, dirigente representará os sindicatos Metabase de Congonhas e Itabira (MG), onde também há unidades da empresa brasileira. No Canadá, estão em greve 3.500 membros do United Steelworkers nas operações da Vale, em Sudbury e Port Colborne, Ontário e Voisey´s Bay, Labrador.

Mobilização global
Na segunda-feira passada (12) o sindicato dos mineiros, United Steelworkers – USW (Canadá), organizou um protesto para impedir o descarregamento de cobre da Vale vindo do Canadá para o porto de Brunsbuttel, na Alemanha. O navio teve de ir para a Suécia. A manifestação contou com a presença de dirigentes de sindicatos de mineradores de diversos países.

Vale
A Vale é a segunda maior empresa de mineração do mundo e está travando uma guerra brutal contra os funcionários. Trabalhadores brasileiros também estão em campanha salarial lutando por melhores salários e condições de trabalho.

A gigante de mineração com mais de R$ 22 bilhões nas mãos está usando a crise financeira como pretexto para cortar remuneração e benefícios dos trabalhadores no Canadá, no Brasil e no resto do mundo. Para enfrentar os executivos da Vale e construir a campanha global contra os abusos da empresa, a Conlutas unirá forças com os mineiros da Vale de todo o mundo, em defesa dos direitos, dos empregos e dos salários.