Como na CUT, é preciso unir a esquerda da UNE

No congresso da CUT houve um fato muito positivo: a esquerda se unificou numa chapa comum. O PC do B, pelo contrário, junto com outros setores equivocados, fechou chapa com a Articulação.

Na UNE, a necessidade de um bloco de esquerda é urgente. Pois, do contrário, as lutas do movimento estudantil que estão por vir no segundo semestre, ficarão sem uma alternativa clara de direção frente ao imobilismo e a burocratização da entidade.

Infelizmente, a maioria das correntes da esquerda do PT (Articulação de Esquerda, Democracia Socialista, Força Socialista e O Trabalho) vêm se recusando a unificar a esquerda na UNE. Os companheiros têm feito várias alianças com setores que sempre combatemos no movimento, como o PPS, o MR-8 e até o PFL, que graças a essa política dos companheiros está hoje na tesouraria da União Catarinense dos Estudantes.

No congresso da UNE, querem uma chapa de “Unidade do PT”, ou seja, com a Articulação. Perguntamos a esses companheiros como é possível fazer unidade com aqueles que dirigem o governo, negociam a Alca e aplicam medidas do FMI, como a reforma da Previdência? Como é possível estar junto com quem quer expulsar do PT os que votarem contra ataques aos trabalhadores que o governo quer aprovar? De que lado os companheiros vão estar, quando vier a greve do funcionalismo: do lado dos grevistas ou do governo?

Acreditamos que esta política é um grave erro, pois longe de representar uma alternativa de direção para a UNE, vai significar a unidade com aqueles que nos atacam.

Sabemos que a maioria dos companheiros das teses Radicalizar a UNE e Contestação não concordam com essa aliança, mas tampouco se definiram por um bloco de esquerda. Seria um grande erro que a esquerda que está unida na luta do funcionalismo se dividisse no Conune. É preciso que atuemos juntos e unamos toda a esquerda numa única chapa no congresso e na luta depois dele.

Chamamos a todos os DCEs, CAs, Executivas de Curso, companheiros independentes ou militantes petistas que estão descontentes com os rumos do governo Lula, para organizarmos uma alternativa e um BLOCO DE ESQUERDA NA UNE. E chamamos os companheiros da esquerda do PT a refletirem e mudarem sua política para que possamos, unidos,lutar por uma nova direção para a UNE.


ATO CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E EM DEFESA DA EDUCAÇÃO

LOCAL: Congresso da UNE, Praça Universitária
DIA: 20/06, 12h.
ORGANIZAÇÃO: DCE UFG

PRESENÇAS CONFIRMADAS:
ANDES-SN, Entidades do funcionalismo, BABÁ (Dep. Federal PT-PA) e LUCIANA GENRO (Dep. Federal PT-RS), José Maria de Almeida (Diretor da CUT – Presidente do PSTU).
Post author da redação
Publication Date