Cintia Santos para prefeitura de Criciúma

    Dia três de março, irão ocorrer novas eleições em Criciúma, maior cidade do sul catarinense. As eleições de outubro foram anuladas, pois o candidato do PSDB, Clésio Salvaro, foi barrado pela Lei da Ficha Limpa.  
    Um novo processo eleitoral foi convocado e o PSTU apresentou Cintia Santos, professora da rede publica estadual, como candidata à prefeitura da cidade.  “Nossa campanha tem quatro eixos fundamentais: a defesa da saúde e educação. A luta por um transporte público, com baixa tarifa e de qualidade, e, finalmente, a luta contra a opressão. Seis candidatos concorrem às eleições criciumenses. Sou a única mulher e negra concorrendo”, afirma a candidata.
    Segundo uma pesquisa do IPC, a candidatura de Cintia está em terceiro lugar nas intenções de voto, à frente da candidatura do PT. O bom desempenho pode estar relacionado, segundo a candidata, a sua participação no debates na TV. “Participamos de vários debates na TV. Em todos eles mostramos a importância de construir uma Criciúma para os trabalhadores. Infelizmente, a única emissora que veta a nossa participação nos debates é a RBS, afiliada da Rede Globo”, denuncia.  
    No dia 23 de fevereiro, a campanha de Cintia Santos realizará um ato na Praça Nereu Ramos, às 10h da manhã. Uma das bandeiras será a denúncia da criminalização da pobreza contida nas reações do governo do estado à onda de ataques criminosos realizados em Santa Catarina. O ato também vai ser um protesto contra o cancelamento de bolsas de estudo realizado pela reitoria da UNESC.
     

    Post author
    Publication Date