Chapa da Conlutas se retira de eleições de metalúrgicos em Minas

Chapa da CUT contrata seguranças armados em eleições do Sindicato dos Metalúrgicos de BH/Contagem, e Chapa da Conlutas se retira do processo após segurança da situação disparar contra dois homensDesde o início do processo eleitoral, o sindicato vinha sendo ocupado por jagunços contratados pela chapa 1, ligada à Central Única dos Trabalhadores (CUT) que controlavam a entradada nas dependências da entidade. A eleição começou na terça-feira, 15 de abril, e deveria continuar até o dia 17. A coleta de votos estava transcorrendo normalmente.

Porém na quarta-feira, por volta das 16h, um fato grave ocorreu. Um segurança da chapa 1 saiu do sindicato com uma pistola em punho e disparou seis tiros em dois homens que estariam assaltando o usuário de um taxi. Um dos atingidos, nesse momento, encontra-se quase morto. Após os disparos, outro segurança da chapa 1 recolheu os cartuchos e os dois voltaram normalmente para o sindicato.

O que ficou provado é que os seguranças estão realmente armados e, com tranqüilidade, atiram em pessoas. Tudo isso ocorreu a 30 metros da porta da entidade e na presença de mais de 100 militantes que estavam fazendo boca de urna junto aos aposentados que votavam na urna do sindicato.

Diante desses fatos graves, a Chapa 2, de oposição e ligada à Coordenação Nacional de Lutas (Conlutas), resolveu encaminhar à comissão eleitoral um pedido de retirada dos seguranças contratados. A oposição exigiu que fosse feita uma varredura, pela Polícia Militar e com o acompanhamento das duas chapas, nas dependências da entidade para buscar armas e porretes. A Chapa 2 também exigiu que o sindicato voltasse a ficar aberto para os metalúrgicos, sócios e aposentados.

A comissão eleitoral, na reunião realizada na noite de quarta, não aceitou as solicitações. Um dos membros, inclusive, reafirmou a necessidade de aumentar a quantidade de seguraças.

Diante dos fatos ocorrindos, a Chapa 2 se retirou do processo de coleta de votos e só volta a participar caso a comissão eleitoral aceite as exigências solicitadas. Até o momento, a comissão não se pronunciou por escrito sobre os pedidos da oposição. Assim, a Chapa 2 não participará da coleta de votos.

LEIA TAMBÉM: