Bush: “Temos que nos livrar de Arafat“

[21/12/2003] O periódico israelense Yediot Aharonot informou hoje que o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, declarou que “temos que nos livrar de Arafat“ do presidente palestino Yasser Arafat. Esta declaração, feita durante uma coletiva de imprensa motivada pelas festas de fim de ano, aconteceu horas depois do discurso do primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, no qual fez várias ameaças aos palestinos caso estes não terminem a Intifada. Ele ameaçou ordenar de maneira unilateral o desmantelamento de certas colônias e a anexação de outras em alguns meses, se fracassar o mapa da Estrada, que Tel Aviv não tem respeitado.

Bush disse que espera “ações e não palavras. Agora é tempo de fazer muitas coisas no Oriente Médio e sinto que devo atuar nesta direção“.

Por outro lado, Israel, que segundo fontes estrangeiras possui cerca de 200 bombas nucleares, expressou suas satisfação pela decisão do governo da Líbia de renunciar a suas armas de destruição em massa, ao que agregou, entre outras coisas, que a Síria está na mira dos Estados Unidos, e a assinatura do Irã do protocolo adicional do Tratado de Não Proliferação Nuclear.