Brasil amanhece com paralisações e bloqueios de rodovias


Acompanhe durante todo o dia pela nossa página no Facebook e no Twitter

 
Acompanhe durante todo o dia pela nossa página no Facebook e no Twitter
 
Os trabalhadores e a juventude já começaram a se mobilizar neste dia 11 de julho, dia marcado como dia nacional de greves e mobilizações. Em pelo menos quatro estados rodovias importantes estão bloqueadas.
 
Em São José dos Campos (SP), metalúrgicos da GM e outras fábricas organizados pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, ligado à CSP-Conlutas, junto com outros trabalhadores, fecham o km 143 da Via Dutra, trecho mais movimentado da rodovia. A Dutra também começa a ser fechada na altura de Guarulhos.
 
Na capital paulista, as fábricas da Zona Sul começam a parar. A ideia dos manifestantes é fazer um “arrastão” pelas fábricas da região para chamarem os trabalhadores das demais empresas.
 
Na fábrica Prada, que produz lata, há uma concentração de operários que sairão em passeata até a Ponte Socorro. Zé Maria, presidente nacional do PSTU, está no local. “As primeiras horas do dia confirmam um forte protesto nacional, com paralisações das principais concentrações operárias do país”, disse.
 
Já no ABC paulista, os metalúrgicos da Volkswagen se encontram em assembleia dentro da fábrica. Do lado de fora, militantes da CSP-Conlutas já começaram a se concentrar. Os trabalhadores devem sair por volta das 7h30 para realizarem ato na rodovia Anchieta.
 
A imprensa já está no local. Rafael Nascimento, da Assembleia Nacional de Estudantes – Livre (ANEL) e militante da juventude do PSTU, concedeu entrevista à Rede TV ressaltando a importância de a juventude se unir aos trabalhadores neste dia de luta. Ele disse que a mobilização tem de ser contra a política econômica do governo petista de Dilma Rousseff, contra as privatizações e pela reestatização de empresas já privatizadas, entre outros pontos.
 
Em Cubatão (SP), a Refinaria Presidente Bernardes está parada. Os petroleiros do porto de Suape, em Pernambuco também estão de braços cruzados.
 
No Rio Grande do Sul, os ônibus de Porto Alegre e de cidades importantes da região metropolitana, como Viamão, Cachoeirinha, Gravataí e Alvorada, não estão circulando. Há bloqueios nas rodovias BR-116 em vários pontos e na ERS-118. Manifestantes também ocupam Ponte do Guaíba, que dá acesso à BR-290, principal acesso ao sul do estado.
 
Cobertura ao vivo
Durante todo o dia, estaremos acompanhando as manifestações e as greves em todo o país. Também haverá atos de solidariedade aos trabalhadores brasileiros em outros países.
 
Acompanhe a nossa cobertura em tempo real pela nossa página no Facebook e em nosso Twitter.