BA: Vereadores de Alagoinhas tentam aprovar projeto imoral que lhes concedem remuneração de férias e décimo-terceiro salário

PSTU-Alagoinhas repudia a ação dos vereadores e chama a população a lutar contra os privilégios dos políticos

PSTU-Alagoinhas

As trabalhadoras e os trabalhadores já perceberam que os “políticos” não defendem os seus interesses e direitos. O Congresso Nacional é um antro de corruptos e picaretas. Defendem somente os seus privilégios e os interesses dos grandes latifundiários, banqueiros e empresários nacionais e estrangeiros.

Os vereadores da cidade de Alagoinhas não se comportam de forma diferente. Agindo de forma sorrateira, estes parlamentares tentaram aprovar um projeto imoral que lhes concede remuneração de férias e décimo-terceiro salário. Num momento de retirada de direitos, desemprego e miséria crescente, que se agravará com os efeitos da reforma trabalhista, da terceirização e a ameaça de reforma da Previdência, os vereadores que apresentaram tal projeto, assim como os que se omitiram, cospem na face dos trabalhadores e povo pobre de nossa cidade. É grande afronta e falta de vergonha na cara!

Não satisfeitos com os privilégios e altos vencimentos, esses supostos representantes do povo tentam se apossar de uma maior parcela do dinheiro público.

O projeto foi retirado de pauta, mas não podemos vacilar. Devemos ficar atentos para não deixar esse absurdo ser aprovado. O PSTU denuncia e repudia veementemente essa tentativa e se coloca na linha de frente da luta contra essa inciativa e futuras tentativas de se aprovar mais um ataque dessa natureza.

Não devemos confiar nesses vereadores dos mesmos partidos de direita que em Brasília sustentam Michel Temer no governo. Também é necessário exigir um posicionamento firme daqueles que se declaram aliados das trabalhadoras e trabalhadores, mas que se calaram diante desse projeto.

Vereador não é profissão! Político não é carreira profissional! A soma de seus salários e benefícios não pode ser maior que o valor do piso salarial de um professor (a) de 20 horas da rede municipal de ensino. Muito menos devem receber remuneração por férias e décimo-terceiro salário. Por isto, defendemos também a redução dos salários dos vereadores e o fim de todos os seus privilégios!

Fora Temer! Fora todos os corruptos!

Por um governo socialista das trabalhadoras e trabalhadores, apoiado em conselhos populares

Alagoinhas, 18 de dezembro de 2017

Direção Municipal do PSTU