Ato neste sábado protesta contra violência homofóbica na Parada do Orgulho Gay

Manifestação será neste sábado, dia 20, a partir das 19h, no local do ataque. Leia abaixo a nota do Grupo de Trabalho GLBT da Conlutas-SPAbaixo a violência contra os homossexuais!

Todos ao Largo do Arouche dia 20 às 19h.
Em resposta a covardia homofóbica, avançar na nossa organização

No último domingo no Largo do Arouche em São Paulo, depois da Parada do Orgulho Gay, a explosão de uma bomba de fabricação caseira feriu pelo menos 30 pessoas. O Arouche é um espaço tradicionalmente freqüentado por gays, lésbicas e transgêneros e, como era de se esperar, em decorrência da Parada, estava lotado. É impossível não compreender essa explosão enquanto um covarde atentado homofóbico. No mesmo dia, também na região da República, um homem de 35 anos foi agredido, sofreu traumatismo craniano e morreu. Sabemos que a tática dos grupos que realizam esse tipo de ação é impor o medo e a omissão através da violência. É necessário que não nos calemos e que busquemos saídas coletivas derrotando assim a tática da covardia usada pelos grupelhos neofascistas.

A administração pública tem obrigação de tomar “todas as medidas para assegurar a proteção da população” e isso não foi feito, uma vez que não havia policiamento no local no dia da agressão.

Os governos não podem mais ficar omissos com relação a isso. É preciso que todas as entidades e grupos pressionem o Ministério Público. Queremos a identificação e prisão dos assassinos. Pelo fim da impunidade aos crimes homofóbicos!

Construir um calendário unificado de lutas
É importante nesse momento, deter a violência fascista. Para isso devemos estar dispostos a superar nossas diferenças e somar nossos esforços em torno daquilo que é comum. Neste sentido, chamamos a unidade junto a Associação da Parada e todos aqueles que se opõem a brutalidade contra os oprimidos.

Essa não é a primeira ação e nem deve ser a última a combater essa situação de omissão diante da violência. Propomos avançar em nossa organização, construindo um calendário de mobilização conjunto para nos fortalecer na luta contra a violência homofóbica e para arrancarmos os direitos que nos são negados.

  • Pelo fim da violência homofóbica!
  • Pela aprovação imediata da PL 122/06 que criminaliza a homofobia!
  • Combate a todas as formas de expressão da homofobia, do racismo e do machismo!
  • Investigação e punição de todos os responsáveis pelos crimes homofóbicos!
  • Unidade na luta contra a homofobia!

    Denuncie a violência homofóbica

    GT GLBT da Conlutas-SP
    gtglbt@conlutas.org.br