Ativistas protestam contra os 40 anos da rede Globo

Ativistas que lutam pela democratização dos meios de comunicação farão um protesto em São Paulo nesta sexta-feira, 29 de abril, a partir das 19h, contra os 40 anos da rede Globo. O protesto consiste numa festa de rua no vão livre do MASP com a exibição de filmes críticos à Globo e a apresentação de VJs e será um contraponto às comemorações oficiais do aniversário da Globo, que incluíram até uma partida da seleção brasileira de futebol.

Com a festa, os ativistas querem resgatar a trajetória da emissora que foi ao ar pela primeira vez em 1965 e desde então se caracterizou por um jornalismo comprometido com o status quo e pela ampliação do monopólio. Para o ativista Ned Ludd, do Centro de Mídia Independente, “o jornalismo da Globo tem sido abertamente utilizado como ferramenta política para apoiar os poderes dominantes (inclusive a ditadura militar) e para calar ou criminalizar a dissidência – como aconteceu com o debate com o Lula em 1989 e como acontece hoje com o MST“.

A festa-protesto que acontece na sexta-feira também coincide com a campanha “Desligue a sua TV“ promovida pelo grupo Adbusters. Ativistas ligados ao grupo em São Paulo prometem uma intervenção durante o evento.

  • Confira a relação dos vídeos que serão exibidos:


    >> O que é o centro de mídia independente
    cmi global + videohackers, 2002. 1min

    >> Barraco da globo
    cmi brasil + videohackers, 2003. 6min
    :: o repórter britto júnior, do jornal SPTV (Rede Globo), vem cobrir o
    Festival Mídia Tática Brasil [www.midiatatica.org] e arma barraco ao ser
    criticado por participantes/ organizadores do evento

    >> Cid moreira X avenida paulista
    videohackers, 2003. 3min13
    :: a televisão é a imagem da besta (Cid moreira ataca novamente)

    >> robertomarinhoestarealmentemorto.mov
    cmi são paulo + sem sizo, 2003. 6min
    :: exibição pública do filme “além do cidadão kane“, diante do Tribunal de Justiça, em São Paulo, por ocasião do dia mundial pela democratização da mídia. o filme conta a história da Rede Globo e está proibido no Brasil há mais de 10 anos

    >> rebatismodaavenidarobertomarinho.mov
    cmi são paulo + sem sizo, 2004. 6min
    :: ato de rebatismo popular da avenida jornalista roberto marinho para avenida jornalista vladimir herzog, por ocasião do dia mundial pela democratização da mídia

    >> destruindo o monolito
    telephone colorido, 2001. 4min
    :: zé roberto e basemente shamam se unem para enfrentar o mal maligno
    (relógio da Rede Globo, por ocasião dos 500 anos de colonização do Brasil)

    >> Manifesto
    media sana, 2003.
    :: todo cidadão tem direito à sua própria rede de TV

    >> A televisão não será revolucionada!?
    media sana, 2003.
    :: reciclagem de imagens da TV

    >> Ocupação da anatel
    cmi são paulo + a revolução não será televisionada, 2003. 6min
    :: dr. everaldo ganha troféu abacaxi de manifestantes que protesta(va)m contra a política de fechamento de rádios livres (obs.: a maior campanha pela criminalização de rádios livres comunitárias é feita pela Abert – Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão, que tem como maior integrante o grupo Globo)

    >> Famosos em passeio | famosos em chamas
    a revolução não será televisionada, 2003. 6min
    :: ascensão e queda de famosos na Av. Paulista durante o festival Mídia Tática Brasil

    >> Xuxa em chamas
    a revolução não será televisionada, 2002. 2min30
    :: extraído do episódio de abertura do anti-programa de TV “a revolução não será televisionada“, que esteve 3 meses no ar (TV USP)

    FONTE: Centro de Mídia Independente www.midiaindependente.org