Até ministro do TSE reconhece ditadura nos meios de comunicação

Ao negar um pedido de direito de resposta, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gerardo Grossi, acabou reconhecendo o bloqueio na mídia em relação às candidaturas de Zé Maria, do PSTU, e de Rui Pimenta, do PCO.
Grossi negou o pedido de resposta que José Serra (PSDB) havia feito contra Ciro Gomes (PPS) depois que este o chamou de “o candidato dos poderosos“ e considerou que a expressão refere-se a todos aqueles que recebem apoio dos que detenham poder econômico, social, político ou religioso.
A fala do ministro no site do TSE é reveladora: “Se desapaixonadamente, passarmos os olhos nos apoiamentos que a mídia anuncia, dia a dia, todos os candidatos recebem apoios de poderosos, exceção feita aos candidatos do PCO (Partido da Causa Operária) e do PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado), dos quais a mídia nada diz, para bem ou para mal“, ressaltou o ministro.

>>

Leia o manifesto contra a ditadura dos grandes meios de comunicação