Alca: cancelada a reunião de Puebla

Buenos Aires, 1 de abril de 2004

Acaba de terminar a segunda reunião informal de negociações da Alca em Buenos Aires,Argentina.

Novamente os negociadores do Mercosul, Estados Unidos, Canadá, México, Equador, Chile e Costa Rica não chegaram a um acordo e decidiram adiar a continuação da reunião prevista para fins de Abril em Puebla.

Todavia não há datas e prazos para continuar as negociações. Os co -presidentes deverão circular um rascunho para receber comentários das delegações que não estavam em Buenos s Aires (texto ainda não concluído). Todas as delegações consultarão suas embaixadas para receber novas instruções de negociação.

Os temas problemáticos seguem sendo estruturalmente os mesmos: agricultura, serviços e propriedade intelectual. O texto sobre o qual trabalharam os negociadores nesta reunião, possuí uma quantidade enorme de destaques e revela as dificuldades para chegar a um acordo.

Em serviços se destaca a inclusão, proposta pelo Mercosul, de um parágrafo que insistia para que os países melhorassem suas ofertas nesta matéria. A proposta também apontava em obter alguma melhor oferta, por parte dos Estados Unidos, no que se refere a acesso de seu mercado agrícola. Sobre esse ponto M. Redrado expressou que se eles não chegaram a um acordo pelo menos chegaram a um “entendimento” maior na questão tema agrícola no sentido de que se não existe a eliminação da ajuda interna teria que haver mais compensações tais como, por exemplo, redução imediata em outros produtos. Isso acende uma luz de alarme, pois revela as intenções do Mercosul de chegar a um acordo.
Para nós a luta continua contra toda forma de livre comércio. Em especial nas frentes onde a batalha se dá em condições de maior assimetria, como o caso dos acordos bilaterais em processo de negociação.

Auto convocatória Não a Alca
Campanha Brasileira contra a Alca
Aliança Social Continental
Campanha Continental Contra a Alca