Acampamento não foi só festa

A grande imprensa pintou o acampamento da juventude como uma imensa torre de babel onde se reuniam nudistas, naturalistas e esotéricos de todas as cores que possuíam pouco ou nenhum interesse pela política.

Nada se falou do interesse da juventude por temas como o movimento antiglobalização, a luta contra a guerra e a Alca, a defesa da causa palestina, a denúncia das tentativas de golpe na Venezuela e o debate sobre o caráter do governo Lula. Mas as juventudes do PSTU e da LIT-QI com suas atividades demonstraram exatamente o contrário.

A oficina sobre Juventude e a Luta Antiglobalização, reuniu 400 jovens e comparou as experiências da Europa, EUA e América Latina. Outro debate que discutiu o governo Lula, contou com a presença de Zé Maria, atraindo ativistas descontentes com os rumos do PT.

Nossos jovens camaradas também colocaram-se na vanguarda da passeata que saiu do acampamento com cerca de 600 pessoas em direção ao local de concentração da marcha contra a Alca.
Post author
Publication Date