A necessidade de um outro Estado e regime

Muitas vezes, as pessoas perguntam aos militantes do PSTU se nós não faríamos a mesma coisa que o PT se “chegássemos lá”, ou seja, se fôssemos eleitos.

A nossa resposta é que não temos como objetivo mudar o país pelas eleições. Esta democracia burguesa não pode ser mudada “por dentro”. O que nós propomos é uma revolução que acabe com o poder econômico da grande burguesia, ao expropriar as grandes empresas. Esta revolução deve terminar também com esta democracia dos ricos, para criar outra democracia, a dos trabalhadores.

A democracia dos ricos é uma ditadura da minoria burguesa sobre a maioria dos trabalhadores. Uma democracia dos trabalhadores seria uma ditadura sobre a minoria capitalista e a ampla democracia para a maioria trabalhadora.

Este novo Estado possibilitaria que os trabalhadores elegessem seus representantes em seus organismos de luta (como os atuais sindicatos ou comitês de greve) com mandatos revogáveis a qualquer momento, ao contrário dos deputados atuais, cujos mandatos não podem ser revogados por sua base.

Os salários dos funcionários do Estado seriam os mesmos de um operário, acabando com os privilégios dos atuais deputados.

Os trabalhadores poderiam assumir as decisões sobre os grandes temas nacionais, mediante discussões em seus organismos. Isto é completamente diferente da democracia dos ricos, em que as decisões são tomadas no Congresso ou no governo federal, muito distante das massas.

Post author
Publication Date