A Juventude tem Partido

Introdução

Fora FHC e o FMI

Por um governo dos trabalhadores

Abaixo ao preconceito

Nossa juventude é internacionalista

Entre que o partido é teu


REBELDE, INSUBMISSA, CONTESTADORA.
É ASSIM A NOSSA JUVENTUDE.

A juventude sempre se levantou contra a opressão e as injustiças, contestando q qurendo transformar o mundo. Nós, da Juventude do PSTU, lutamos incansavelmente por um mundo sem exploradores e explorados, onde homens e mulheres possam ser livres e se desenvolver plenamente, para que os homens não sejam escravos de outros homens, do lucro e da propriedade privada. Queremos o verdadeiro socialismo! Onde a produção e a distribuição das riquezas, a vida social e política sejam planejadas e organizadas democraticamente, de acordo com as necessidades dos trabalhadores e não em função dos interesses de um punhado de burocratas stalinistas.

Fora FHC e o FMI!

A JPSTU traz aos jovens brasileiros umas bandeira sem manchas, diferente das tradicionais organizações do movimento operário e estudanti, que ontem foram referência para milhões de jovens, mas hoje capitulam e fazem acordos com a burguesia em troca de mais cargos no Estado burguês. Não hesitamos em lutar para pôr abaixo o governo de FHC, expulsar daqui o FMI e exigir eleições gerais já!

Por um governo dos trabalhadores!

Acreditamos que só a luta muda a vida, somos pela construção de uma grande greve geral que pare o país e mostre a FHC e seus aliados que quem pões esse país de pé são os trabalhadores, que não aceitamos mais planos de fome, arrocho e miséria. Quremos contruir um governo dos trabalhadores, apoiado nas organizações do movimento operário, popular e estudantil. Somente um governo dos trabalhadores será capaz de aplicar um programa anticapitalista, que faça com que os ricos paguem pela crise, não pague a dívida externa e interna, faça reforma agrária sem indenização ao latifúndio e estatize o sistema financeiro. Um governo que ao invés de salvar banqueiros e doar o patrimônio nacional para grande grupos econômicos, invista em saúde, educação e moradia, reduza a jornada de trabalho dos jovens estudantes para 30 horas semanais e ponha fim ao trabalho infantil.

Abaixo ao preconceito e a discriminação!

Somos contra toda e qualquer forma de repressão e discriminação. dentro das escolas nos deparamos com regras de condutas reacionárias e autoritarias. Controlam nossas roupas, nossos gestos e até nossas cabeças. Somos vítimas, particularmente a juventude negra e da periferia, dos abusos e humilhações da polícia. Muitas jovens engravidam cedo, vítimas da desinformação. miséira ou até mesmo de estupro, e têm o aborto negado nos hospitais públicos, ao passo que as filhas da burguesia pagam caro por seus abortos em clínicas clandestinas, com apoio médico e menor risco para sua saúde. Os homossexuais são discruminados e, com frequência, sofrem agressões físicas por sua opção sexual. A realidade social é uma verdadeira hipocrisia. A juventude do PSTU luta pelo fim do preconceito racial, se coloca ao lado dos homossexuais para que tenham o direito e liberdade de viver sua sexualidade como bem quiserem, defende a igualdade de direito entre homens e mulheres, a discriminalização do aborto e é contra a pressão e explotação da mulher e da classe trabalhadora.

Nossa juventude é internacionalista

Não temos ilusão neste sistema falido que é o capitalismo. No inicio do milênio não há mais dúvidas que sob sua tutela nosso futuro será sombrio… Os trabalhadores não tem pátria. Nossa nação é a multidão de homens, mulheres e jovens explorados pelo capitalismo. Por isso apoiamos as lutas de nossa classe em qualquer parte do mundo.

Entre que o partido é teu!

Organize um grupo em sua escola, no seu bairro, venha às nossas reuniões, festas, cursos e palestras. Mande-nos um email e seja mais um na luta pela Revolução Socialista!

Texto retirado da Revista Ruptura Socialista n°0