Voto por correspondência distorce resultado eleitoral

Nos dias 5 e 6 de julho, foi realizada a eleição para a diretoria do Sindicato dos Telefônicos do RS – SINTTEL/RS. Três chapas concorreram à eleição: a Chapa 1, composta pela atual diretoria (Articulação); a Chapa 2, composta pelo PSTU e por independentes, encabeçada por uma companheira trabalhadora de uma empresa terceira; e a Chapa 3, composta por um racha da atual diretoria e dirigida pela Força Sindical.

Durante a campanha, a Chapa 2 – Sindicato é pra Lutar – denunciou a política de colaboração de classes levada a cabo pela atual direção (membros das Chapas 1 e 3). Uma das expressões dessa política foi a defesa da manutenção da operadora telefônica estadual em mãos privadas, em uma reunião do Conselho de Gerenciamento em Telecomunicações, realizada em 2000. Mais recentemente, essa direção destruiu um processo de greve nas bases das empresas terceiras, com a assinatura de um acordo vergonhoso.

A Chapa 2 defendeu a democratização do sindicato e a mobilização dos trabalhadores para lutar contra o arrocho salarial, a precarização do trabalho e o fim das terceirizações e quarteirizações. Também se posicionou contra as reformas Sindical e Trabalhista e fez a denúncia da política neoliberal dos governos estadual e federal, apoiada pelos empresários de telecomunicações.

Ativos votaram na Chapa 2

Apesar de ter obtido a maior votação entre os trabalhadores ativos e terceirizados, a Chapa 2 acabou sendo derrotada pela votação por correspondência, onde o continuísmo (Chapa 1) fez 80% de seus votos. O voto por correspondência só serve para manutenção da burocracia sindical. Além disso, não há segurança quanto a possíveis fraudes, sendo muito fácil a manipulação. Por isso, deve ser abolido em qualquer processo eleitoral sério!

Os integrantes da Chapa 2 decidiram manter a unidade e a organização da oposição telefônica, apresentando-se como alternativa real de direção à categoria. Afinal, entre os trabalhadores ativos, essa foi a verdadeira direção aprovada!

SAIBA MAIS

Resultado oficial

  • Chapa 1 – 1.719 votos
  • Chapa 2 – 1.044 votos
  • Chapa 3 – 862 votos

    Post author Paulo Barella, de Porto Alegre (RS)
    Publication Date