TSE beneficia candidatura de Serra

O Ministro Nelson Jobim que é presidente do TSE, foi filiado ao PMDB, ministro de FHC, é compadre de Serra e dividiu um apartamento com este em Brasília. No entanto, afirma que suas decisões são imparciais e eqüidistantes. Ninguém mais acredita nisso.
As descaradas manobras do TSE estão deixando claro para muitos que os ministros deste Tribunal estão sendo absolutamente pró-governistas nestas eleições. Quem é oposição não ganha uma, como direito de resposta, por exemplo.
O PSB de Garotinho entrou com um pedido de suspeição de Jobim. O PSTU também aderiu ao pedido. Por outro lado, tanto o PDT quanto o PSTU estão questionando na justiça as urnas eletrónicas.
Mas o que está surpreendendo a todos é a postura de Lula, que anda defendendo o TSE e a lisura do pleito. Lula deve estar mesmo muito confiante de que a presença do vice-presidente Sepúlveda Pertence, ao lado de Jobim no TSE, garanta a fiscalização e a idoneidade da apuração.
As manobras do TSE a favor de José Serra, a iminência de fraude com as urnas eletrônicas e a parcialidade da mídia, que dá espaço somente para os principais candidatos, deixam claro o caráter desta democracia dos ricos, que não passa de uma ditadura – cada vez mais mal disfarçada – dos grandes capitalistas para explorar os trabalhadores.
Post author Américo Gomes,
de São Paulo
Publication Date