Tropa de Choque realiza reintegração de posse na USP Leste


Foto: DCE USP

Cerca de 60 policias do Batalhão de Choque tiraram 35 estudantes de prédio ocupado na USP.

Na manhã de 19 de outubro, cerca de 60 policiais do Batalhão de Choque realizaram a reintegração de posse no prédio da USP leste. A operação foi pacífica, sem resistência dos estudantes ou hostilidade da PM, claro, sem levar em consideração que a operação contou com o dobro ou mais de policiais do Choque em relação aos estudantes.
 
Segundo Marcelo Fernandes, do DCE da USP e que estava lá na hora da reintegração, a polícia chegou por volta das 5h30 e em poucos minutos realizou a operação, sem qualquer confronto. Por volta de 35 estudantes ocupavam o prédio nessa manhã. A direção da USP informou que não houve qualquer dano a equipamentos nas salas. 
 
A ocupação começou dia 2 de outubro, depois de uma greve iniciada em setembro que cobrava solução para o problema do solo onde a USP leste foi construída. Antes da construção do prédio, a área servia como aterro de lixo orgânico. 
 
Além disso, a ocupação representa apoio aos estudantes da USP Cidade Universitária, que ocupam a Reitoria desde o dia 1° de outubro. Os alunos pedem eleição direta para reitor, com o fim da lista tríplice, que dá ao governador direito de escolher entre os três nomes mais votados, e paridade nas votações entre as três categorias – funcionários, alunos e professores.
 
Vimos em São Paulo, no dia do professor (15), uma manifestação que carregava em suas fileiras as reivindicações dos estudantes da USP, o Fora Alckmin, e mais democracia nas universidades. Infelizmente, a PM agiu de forma arbitrária e covarde, reprimindo brutalmente os manifestantes.