Trabalhadores do DF não podem aceitar eleições indiretas

Pela antecipação das eleições diretas já! Abaixo à eleição indireta! Abaixo a intervenção federal!A Câmara Legislativa aprovou a convocação de eleições indiretas para o cargo de governador. A mesma Câmara que aprovou a pizza para os envolvidos no esquema do mensalão, que não foi capaz de fazer o impeachment de Arruda nem de Paulo Octávio, em que boa parte de seus integrantes estão envolvidos no escândalo. Esta Câmara é que está com a responsabilidade de escolher o próximo governante do DF.

Os trabalhadores e a juventude do DF não podem aceitar a Câmara Legislativa governar, legislar ou julgar a si mesma. Dos 24 deputados que a compõem 19 fazem parte da base do governo corrupto de Arruda-PO, e nada menos que 12 deputados e 14 suplentes estão na lista dos investigados pelo STJ, pelo Ministério Público e pela Polícia Federal.

A Comissão de Ética da CLDF, presidida pela deputada Érika Kokay (PT), decretou a impunidade para todos eles, onde foi votado por unanimidade a não abertura de processos contra os deputados e suplentes sob suspeita de corrupção, exceto os três que foram flagrados em vídeos. O próprio presidente da Câmara Legislativa, deputado Cabo Patrício (PT), está sob suspeita, por ter apresentado projeto de lei que beneficiava diretamente as empresas da família de Leonardo Prudente.

Não podemos aceitar que os mesmos deputados que participaram dos governos corruptos de Arruda e Roriz e agora assam a pizza para eles mesmos tenham o poder de eleger indiretamente o próximo governador do DF.

O nosso direito democrático de votar de 4 em 4 anos já é um poder pequeno e limitado, e na mais grave crise política da cidade, esse direito nos é tirado. Chega de os envolvidos encontrarem soluções para a crise. Já sabemos que o resultado é a pizza! A intervenção federal também só serviria para desviar a atenção dos trabalhadores e da juventude da impunidade à corrupção.

As eleições diretas são ainda o método mais democrático para que a população escolha seus governantes. Por isso exigimos a antecipação das eleições diretas já!
Fazemos um chamado a todos os movimentos sociais e partidos a não apoiarem as eleições indiretas ou a intervenção federal. Nenhuma dessas saídas contempla as reivindicações do movimento que vem lutando bravamente para exigir a punição dos envolvidos.

Apenas a mobilização dos trabalhadores e da juventude pode conseguir a punição de todos os envolvidos, prisão e confisco dos bens. E para garantir saúde e educação de qualidade para todos, pleno emprego, é preciso construir um governo socialista dos trabalhadores, para que a riqueza produzida pelo nosso trabalho cotidiano, seja utilizada para oferecer os serviços públicos e não para enriquecer os patrões e seus representantes nos governos.