Skinhead é condenado a mais de 19 anos por assassinato de gay

O skinhead Henrique Velasco, 25 anos, foi condenado a 19 anos e seis meses de prisão por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio duplamente qualificada e formação de quadrilha pela morte do adestrador de cães Edson Neris da Silva e tentativa de assassinato de Dário Pereira Neto.

Edson Neris foi atacado no dia 6 de janeiro de 2000 na Praça da República, no Centro de São Paulo, por um grupo de skinheads, quando caminhava de mãos dadas com Dário, que conseguiu escapar. Edson foi assassinado a socos e pontapés.

Com a condenação de Henrique Velasco, sobe para seis o número de condenados pelo brutal assassinato. Dos 18 skinheads acusados, somente três foram absolvidos.

A condenação de Henrique Velasco e dos demais skinheads responsáveis por este crime brutal é uma importante vitória da luta pela livre orientação sexual. O PSTU se solidariza com a família e os amigos de Edson Neris e saúda o movimento gay e lésbico de todo o país por suas lutas contra o preconceito, a discriminação e a violência que vitima aqueles que ousam exercer livremente sua orientação sexual. Só a mobilização permitiu esta importante vitória do movimento e nos mostra o caminho para derrotar o preconceito.

Visite a página da Secretaria de Gays e Lésbicas do PSTU

Post author
Publication Date