Sindicatos vão “lavar” escritório de Ângela Guadagnin em São José dos Campos

O ato, contra as manobras da deputada para garantir o mandato de José Dirceu, será em frente ao seu escritório em São José dos Campos e terá até pizzasNesta quinta-feira, às 12h, sindicatos da Conlutas, PSTU, P-SOL e entidades do movimento popular (MUST e CMP) realizam ato contra a corrupção em São José dos Campos (SP).

Dessa vez o alvo será a deputada Ângela Guadagnin (PT/SP), que faz parte da tropa de choque contra a cassação do ex-ministro José Dirceu.

A manifestação será em frente ao escritório que a deputada mantém em São José, rua Coronel Moraes, 165, centro. “Vamos distribuir pizza à população e usar vassouras, baldes e sabão para “limpar” a sujeira dessa política, que está sendo levado a cabo pelo PT para evitar a apuração rigorosa das denúncias de corrupção e punir os envolvidos”, informou um dos coordenadores da Conlutas, José Donizete de Almeida.

No Conselho de Ética da Câmara, a deputada foi a única a votar contra a cassação, o que causou indignação na população de São José, onde a deputada foi prefeita de 1993 a 1996.

Para fazer uma analogia aos acordos que estão sendo costurados no Congresso, serão distribuídos 1.000 pedaços de pizza para a população que estiver passando no local. Também será entregue uma carta aberta informando o motivo da manifestação.

DIRCEU – Enquanto o movimento sindical e popular protesta contra Ângela, a direção nacional do PT irá fazer um ato contra a cassação de José Dirceu, em São Paulo. Na sexta-feira, dia 18, os dirigentes nacionais, entre eles o presidente do PT, Ricardo Berzoini, estarão na defesa de Dirceu, acusado de ser um dos principais articuladores do esquema de mensalão.