Recebemos com tristeza a notícia do falecimento de Sílvia Santos, a “Pestaña”. Sílvia foi uma das dirigentes do velho MAS, na década de 80 passada. Nesse período, sob a direção de Nahuel Moreno, o MAS foi um dos maiores partidos trotsquistas do mundo, dando base importante para a fundação da LIT. Sílvia militou junto com parte da velha guarda da LIT e do PSTU.

Depois nossos caminhos se separaram politicamente, e Sílvia foi uma das fundadoras da UIT e da CST no Brasil.

Reconhecemos em Sílvia parte de nossa história. Reconhecemos em Sílvia a dedicação de toda uma vida à militância.

Enviamos um abraço a Adolfo, seu companheiro, aos militantes da UIT e da CST por essa perda irreparável.

Camarada Silvia, PRESENTE!

Comitê Executivo do PSTU brasileiro – LIT-QI