Robin Hood às avessas

O governo Lula vetou o reajuste de 16,67% para os aposentados que ganham mais que um salário mínimo. O Congresso tinha aprovado esta medida uma semana antes e Lula se aproveitou de seu poder como presidente para vetar um reajuste mais do que justo para os aposentados.

Seria muito importante que os trabalhadores de todo o país refletissem sobre este fato. Infelizmente em sua maioria os trabalhadores ainda pensam em votar em Lula, acreditando que ele governa para “os pobres”. Pois bem, ele acaba de atacar um dos setores mais atacados e indefesos dos trabalhadores, os aposentados. Todo o povo brasileiro pode comprovar a situação dos aposentados no país e tirar suas conclusões.

Não se trata de falta de dinheiro. O gasto previsto pelo governo com este reajuste (6,9 bilhões) é quarenta vezes menor que o dinheiro que Lula vai gastar com o pagamento dos juros das dívidas para os banqueiros só neste ano (272 bilhões). Lula está tirando dinheiro das mãos sofridas dos velhos e velhas para entregar aos banqueiros. É um Robin Hood às avessas, tira dos pobres para dar aos milionários. Parafraseando Chico Science, com o governo do PT os de baixo descem e os de cima sobem.

Alckmin tem o mesmo projeto. A votação do PSDB e PFL no congresso contra o governo é só uma tática usada por estes partidos da direita quando estão na oposição, para se aproveitar eleitoralmente do desgaste de Lula. Durante seu governo, FHC chamou os aposentados de “vagabundos”, quando buscava impor a reforma da previdência que depois foi aplicada por Lula. O governo do PT mostra seguir em tudo as pegadas do PSDB.

Isso é só uma prova a mais do que é na verdade o governo Lula. E do que será seu segundo mandato, caso reeleito. Já está anunciada uma nova reforma da Previdência para elevar a idade mínima da aposentadoria para 65 anos. E a reforma sindical-trabalhista para atacar direitos históricos dos trabalhadores.

É hora de se somar à luta que a Conlutas está começando contra as reformas deste governo. A Frente de Esquerda (PSTU, PSOL e PCB), que apóia a candidatura de Heloísa Helena, deve utilizar a campanha eleitoral para o mesmo objetivo.

Post author Editorial do Opinião Socialista 265
Publication Date