Reunião sindical na França indica conferência internacional para 2012

Comissão da CSP-Conlutas participa de congresso sindical na França, leia o relatoComo parte da programação do Congresso da Union Syndical Solidaires, uma expressiva reunião juntou organizações sindicais e populares de diversos países, na manhã da quarta-feira, dia 8 de junho.

A reunião cumpriu dois objetivos: o primeiro, a troca de informações e experiências das diversas entidades e, o segundo, buscar avançar na coordenação das atividades dos setores envolvidos.

A reunião permitiu compor um quadro importante das mobilizações de resistência aos ataques patronais e dos governos, contra os quais os trabalhadores e trabalhadoras vem se enfrentando em diversos países. Permitiu ainda, pelos relatos de dirigentes presentes, obter informações sobre o andamento das revoluções que vem protagonizando os povos árabes.

Para dar prosseguimento ao intercâmbio entre essas organizações e avançar na realização de ações comuns, foi definido realizar ainda este ano uma reunião de trabalho, durante o encontro dos sindicatos alternativos europeus, no mês de setembro. A reunião será aberta à participação de sindicatos de outros continentes. Uma convocatória comum foi elaborada e se encontra em consulta aos sindicatos participantes, devendo ser divulgada dentro de uma semana.

Por fim, ficou definido realizar uma Conferência Internacional com as organizações envolvidas nesta articulação, durante o próximo Congresso da CSP-Conlutas, no Brasil, no primeiro semestre de 2012.

Participaram da reunião dirigentes de organizações sindicais e populares da Espanha, Catalunha, Itália, Alemanha, Polônia, Argentina, Senegal, Tunísia, Argélia, Irã e Egito, além dos anfitriões franceses e nossa delegação brasileira.

Presença da CSP Conlutas no Congresso
As diversas organizações puderam se apresentar durante o Congresso de Solidaires, expondo suas posições, relatando as suas lutas e a situação de seus países.

Dirceu Travesso, o Didi, da Secretaria Executiva Nacional, discursou em nome da delegação brasileira, ao final da manhã desta quinta-feira, dia 9 de junho.

Didi destacou o quadro político atual no Brasil, a ocorrência de diversas greves e mobilizações importantes, a necessidade da unidade internacional dos trabalhadores para enfrentar o capital, seus agentes e governos.

Posteriormente, Christian Mayeux, do SUD Rail (ferroviários) e um dos responsáveis pelo trabalho internacional de Solidaires, fez uma saudação às delegações internacionais presentes, num dos momentos de muita emoção do Congresso.

O Congresso caminha para o encerramento, com o debate e votação dos relatórios das comissões (grupos de discussão).

Cléber, Zé Batista, Cacau e Didi, desde Villefranch\Beaujolais, França