PSTU é perseguido por produtores de cana em Alagoas

Inconformados com o programa eleitoral do PSTU, em que o candidato ao governo, Ricardo Barbosa, denuncia as mazelas deste setor na economia em Alagoas, e propõe aos trabalhadores a romper com a ordem vigente, acabar com a isenção de impostos a este setor através do acordo dos usineiros, sobretaxar seus lucros e utilizar suas terras no período de entressafra, o Sindicato dos Produtores de Cana do Estado de Alagoas entrou com representação no TRE, solicitando o tempo de nosso programa eleitoral, para tentar convencr os trabalhadores que `geram empregos e pagam impostos“.
Isto demonstra claramente a insatisfação deste setor ao ver seus privilégios questionados e a tentativa de enganar mais uma vez os trabalhadores que já estão se conscioentizando do mal que os usineiros causam ao Estado.
O PSTU, através de sua assessoria jurídica e de documentos que comprovam as declarações e os fatos citados no programa eleitoral, entrará com a defesa no TRE e, mesmo antes de julgado o mérito, veiculará programa eleitoral comprovando os argumentos.