PSTU defende o voto nulo em São Paulo

Serra e Haddad: dois candidatos, uma só política

Serra representa a continuidade do governo PSDB, que ataca e criminaliza a pobreza. Já Haddad está aliado a Maluf e é financiado pelas grandes empreiteirasOs trabalhadores de São Paulo deixaram claro durante o 1º turno das eleições que querem mudança. Estamos todos cansados dos sucessivos governos do PSDB e dos partidos da direita no estado e na capital. As marcas de Serra, Alckmim e Kassab são as privatizações, repressão aos movimentos sociais, aumento da violência policial nas periferias, da violenta desocupação do Pinheirinho em São José dos Campos. O PSDB é o grande responsável por existir hoje duas São Paulo, a dos ricos e a dos pobres, dos trabalhadores. Por trás das propagandas eleitorais, na vida real, nós trabalhadores sabemos que a vida não está boa e que muita coisa precisa ser mudada. Mas será que Fernando Haddad (PT) vai mudar essa realidade?

Infelizmente o PT vem adotando as mesmas práticas da direita do país. Dilma está privatizando aeroportos, rodovias e ferrovias, teve uma postura intransigente com os servidores públicos que ficaram três meses em greve por salários e direitos. Até mesmo na corrupção o PT se misturou com a direita. Em São Paulo Haddad se coligou com Maluf! Quem faz aliança com Maluf não irá governar para os trabalhadores!

O PSTU apresentou um projeto dos trabalhadores para São Paulo, com a candidatura de Ana Luiza à prefeitura. Infelizmente no segundo turno esse projeto não está representado, nem mesmo parcialmente. Para mudar de verdade a vida dos trabalhadores de São Paulo, é necessário reverter todas as privatizações feitas pelos tucanos, parar de pagar a dívida pública para garantir serviço público de qualidade para os trabalhadores, desapropriar centenas de milhares de imóveis vazios na cidade, que só servem à especulação imobiliária, para garantir moradia aos que não tem. Infelizmente não foi isso que Haddad e o PT se comprometeram a fazer durante a campanha. A maior parte dos recursos da candidatura de Haddad veio justamente das grandes empreiteiras.

Por isso o PSTU chama os trabalhadores a votarem nulo nesse 2º turno. Também chamamos os trabalhadores a se organizarem nos bairros, locais de trabalho e estudo para lutarem por seus direitos e melhores condições de vida. Com certeza nestes espaços os trabalhadores se encontrarão com o PSTU lutando por uma São Paulo para os trabalhadores!

LEIA MAIS
Serra, Haddad e o kit anti-homofobia: comunidade LGBT é usada como moeda de troca eleitoral em São Paulo