PSOL, PSTU e PCB lançam Frente de Esquerda no DF


Convenção da Frente de Esquerda escolhe Toninho do PSOL como candidato a governador e Ricardo Guillen, do PSTU, como vice

Foi oficializada neste sábado (21) a Frente de Esquerda em Brasília para as eleições de 2014. O professor Ricardo Guillen, do PSTU será candidato a vice-governador na chapa que tem Toninho como candidato a governador. A convenção foi realizada pela manhã com a presença de militantes do PSOL, PSTU e PCB.

Antes, a militância se reuniu na sede do PSTU para formalizar as candidaturas do partido. O professor Robson é candidato ao Senado. Mácia Teixeira, militante feminista, será candidata a deputada federal. O carteiro José Gonçalves, conhecido como Jacó, será candidato a deputado distrital.

Ricardo Guillen é professor e militante histórico da categoria. Foi do comando de negociação da greve dos professores em 2012 e fez parte da chapa de oposição à atual direção do sindicato nas últimas eleições. “Nossas candidaturas serão a expressão da luta dos trabalhadores e das jornadas de junho”, disse Guillen na convenção.

Para Guillen, o governo distribui cargos para os partidos aliados e se esquece dos serviços públicos. Ele lembrou do recente corte de R$ 100 milhões de verbas para a educação e da situação precária das escolas.

Ele também denunciou as terceirizações e a entrega de serviços públicos a empresas privadas, como é o caso da leitura da água e de exames médicos. “Nós não receberemos nenhum centavo de dinheiro doado por empresas”, disse Guillen, lembrando o caráter classista das candidaturas do PSTU.

Mácia Teixeira também falou na convenção. “A nossa candidatura está a serviço da classe trabalhadora, das mulheres, dos negros e dos LGBT’s”. Para ela, é importante a eleição de parlamentares socialistas, mas segundo Mácia, “a luta que de fato modifica a realizada é a luta das ruas”.

ACESSE o blog do PSTU Brasília