Polícia prende dirigente sindical da Conlutas na região do Vale do Paraíba

Prisão de sindicalista é mais um ataque à luta dos trabalhadoresO principal dirigente dos motoristas e cobradores de Jacareí e dirigente da Conlutas no Vale do Paraíba (SP), Paulo Ferreira da Silva, o Paulinho, foi preso nesta segunda-feira, dia 16, acusado de participar do assassinato do presidente da OAB, Ângelo Maria Lopes Filho.

O motivo do crime, segundo o delegado da cidade, seria uma divergência sindical. No dia do assassinato, Paulinho dirigia uma greve, que parou 100% o transporte urbano da cidade.

Ângelo Lopes seria o assessor da JTU, empresa de transporte da qual Paulinho é funcionário e onde houve a paralisação.

Neste dia, Paulinho foi visto na greve por todos os trabalhadores que participavam do movimento.
A verdade é que esta é mais uma tentativa de criminalização dos movimentos sociais.

Por isso, diversos sindicatos da região já estão mobilizados. Nesta terça, um protesto em Jacareí reuniu representantes de 18 sindicatos, ativistas do movimento popular, CONLUTAS, CUT e os partidos PSTU e PSOL.

Faremos uma ampla campanha pela liberdade do companheiro. Este não é um ataque individual.
É um ataque a todo movimento sindical, independente de sua coloração política.

Conclamamos todas as entidades combativas do país que se engajem nesta campanha contra a criminalização dos movimentos sindical e popular.

Enquanto um trabalhador, que luta por seus direitos e de seus companheiros, permanece injustamente preso, os corruptos e os verdadeiros assassinos do advogado continuam soltos e andando tranqüilamente pelas ruas.

As moções de apoio devem ser encaminhadas para as seguintes autoridades com cópia para a CONLUTAS do Vale do Paraíba (valedoparaiba@conlutas.org.br):

– Drª Antonia Brasiliana de Paula Faroh – Juíza da 2ª Vara Criminal de Jacareí
(12) 39535111

– Delegado Dr Paulo Afonso Tucci
Delegado Seccional de Jacareí
(12) 39536000

– Tribunal de Justiça
2º Vice Presidente
Dr Luiz Carlos Ribeiro dos Santos
(11) 31059463