Polícia invade Pinheirinho e atira contra líder da ocupação

Passeata em São José
SindmetalSJC

Sindicalistas da região reúnem-se no Pinheirinho na tarde desta segunda-feira, dia 1º, para apoiar os sem-teto e iniciar uma ampla campanha contra a violência da Polícia MilitarSem mandado de segurança ou qualquer documento de identificação, um grupo de PM´s invadiu ontem, 31 de julho, a ocupação Pinheirinho em três viaturas e atirou contra o líder dos sem teto, Valdir Martins, o `Marrom`. O atentado ocorreu por volta das 23h30 de ontem (domingo). Ao perceber o que estava acontecendo os moradores cercaram os PM´s e conseguiram liberar Marrom.

Nesta segunda, às 16h30, uma comissão de sindicalistas reúne-se com a coordenação do acampamento para discutir o ocorrido e dar início a uma ampla campanha contra a violência da PM.

Após a reunião, Marrom irá fazer um Boletim de Ocorrência denunciando o atentado.
A segurança no acampamento também será reforçada.

Vitória judicial
O atentado contra Marrom pode ser uma retaliação, depois da vitória judicial do dia 27 de julho, quando foi derrubada a quinta liminar para a reintegração de posse do terreno. A autorização para desocupar a área havia sido dada em 15 de julho e já estava nas mãos da Polícia Militar.

A ocupação do Pinheirinho teve início em fevereiro de 2004, quando centenas de famílias invadiram um terreno desocupado em São José dos Campos, que pertence ao mega-especulador Naji Nahas e acumula enormes dívidas em impostos ao município.