Piaf, mais do que um hino ao amor, um hino à vida

Cartaz do filme na França
divulgação

O filme “Piaf – Um hino ao amor” traz a emocionante história da célebre cantora francesa Édith Piaf que, para muitos, é a própria voz de Paris. Contando com uma atuação soberba de Marion Cotillard no papel-título, digna de todos os prêmios, o filme mostra a gangorra que foi a vida da artista, dos lúgubres subúrbios parisienses do início do século XX aos grandes palcos e teatros do mundo inteiro.

Doce e humano, adjetivos freqüentes ao cinema francês, o filme opta por uma narrativa um tanto quanto linear, acompanhando a protagonista em seu desenvolvimento de menina prodígio a cantora consagrada. Essa linha mestra, contudo, não é inflexível, e permite ao competente diretor Olivier Dahan utilizar nuances em flash back e assimetrias muito sutis, emprestando força dramática ao já forte enredo.

Diversas cenas podem ser citadas como exemplo da mais alta competência cinematográfica, a começar pela emocionante cena na qual Piaf, ainda menina e acompanhando seu pai contorcionista em apresentações de rua, se vê obrigada a fazer um número de improviso. Resultado: ela entoa com maestria a Marselhesa, o delicioso canto fruto da Revolução Francesa e hino da França até hoje, arrancando aplausos e, literalmente, lançando sua carreira.

Outras cenas poderiam ser citadas, mas estragariam a boa surpresa que trarão a quem for assistir o filme. Também não podia faltar a participação pequena, porém singela, do homem-cinema francês Gerard Depardieu, no papel do empresário que descobriu Piaf.

Um belíssimo filme, que mais do que análises e descrições, merece aplausos de grandes públicos, como os que transformaram Piaf no símbolo da música francesa.

Informações
Título Original: La Môme
Tempo de Duração: 140 minutos
Ano de Lançamento (França / República Tcheca / Inglaterra): 2007
Estúdio: Canal+ / TF1 International / Songbird Pictures / Sofica Valor 7 / TPS Star / Okko Productions
Distribuição: Europa Filmes
Direção: Olivier Dahan
Roteiro: Isabelle Sobelman e Olivier Dahan

Visite o site oficial do filme

  • www.edithpiaf.com.br